Campanha no Kickstarter é multada por não entregar o produto

Pela primeira vez na história, uma campanha do Kickstarter, site de financiamento coletivo, foi condenada a pagar uma multa por não entregar o produto que havia prometido. Até então nenhuma corte havia obrigado uma campanha a reembolsar os seus apoiadores.

O tribunal de Washington determinou que a empresa Altius Management pagasse, entre reembolsos e multas, uma soma de US$ 50 mil. A campanha, lançada em 2012, foi feita para a produção de uma série de jogos de cartas colecionáveis (que nunca foi lançado) e arrecadou US$ 25 mil, tendo o apoio de mais de 800 pessoas.

O procurador geral Bob Ferguson afirmou que "o Estado de Washington não vai tolerar roubo em financiamento coletivo. Se você aceita dinheiro de consumidores e não cumpre suas obrigações, minha procuradoria vai responsabilizar você".

As 31 pessoas que contribuiram com o crowdfunding e residem em Washington deverão receber um pagamento de US$ 668. Isso é algo importante pois mostra as pessoas que querem contribuir com essas campanhas podem se apoiar na justiça quando forem lesadas.

Sites de financiamento coletivo, como o Kickstarter e o Indiegogo, costumam tratar as pessoas que contribuem para as suas campanhas como investidores. Dessa forma, se uma campanha não tiver sucesso, essas pessoas não costumam ser reembolsadas. Isso faz com que seja mais fácil dar golpes usando essa plataforma.


Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ