Cantora Avril Lavigne acusa Mark Zuckerberg de bullying

A cantora Avril Lavigne usou o Twitter para acusar o CEO e co-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, de promover bullying. O motivo da declaração da cantora de "Complicated", "Sk8er Boi" e "Girlfriend" foi um vídeo feito por Zuckerberg mostrando o funcionamento de Jarvis, a inteligência artificial que o CEO da rede social desenvolveu para sua casa.

No vídeo, Zuckerberg fala com Jarvis (cuja voz foi gravada pelo ator Morgan Freeman) para controlar diversos aspectos de sua casa, como a iluminação e até o guarda-roupas. Jarvis também é capaz de tocar música na casa, e quando Zuckerberg pede a ele que "toque algumas músicas boas do Nickelback", ele respondeu "não posso fazer isso Mark. Não há músicas boas do Nickelback". O CEO da rede social responde então algo como "eu sei, isso foi só um teste".

Lavigne, que já foi casada com o vocalista do Nickelback, Chad Kroeger, entre 2013 e 2015, não gostou da atitude de Zuckerberg. Por meio do Twitter, ela publicou uma nota curta direcionada ele, dizendo, entre outras coisas, que "a sua tirada com o Nickelback foi de mau gosto". A nota pode ser lida abaixo:

"Quando você tem uma voz como a sua, talvez seja interessante ser mais responsável com relação a promover bullying, especialmente considerando o que está acontecendo no mundo atualmente". A cantora ainda marcou grupos e instituições anti-bullying em sua mensagem, e lembrou que o Nickelback já vendeu mais de 50 milhões de discos.

De acordo com o Business Insider, representantes do Facebook, da Avril Lavigne e do Nickelback não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ