Carro da Tesla que se envolveu em acidente estava acima da velocidade permitida

A National Transportation Safety Board, organização americana que investiga acidentes de aviação, estradas, marinha, entre outros, divulgou nesta semana um relatório preliminar sobre o acidente ocorrido no início de maio, envolvendo um Tesla Model S que operava no piloto automático. O evento resultou na morte de Joshua Brown, de 40 anos.

De acordo com a agência, a causa do acidente ainda não foi oficialmente determinada, mas já se sabe que o carro estava rodando acima do limite afixado no momento do acidente. Antes de bater, a velocidade do veículo era de 120 km/h, mais do que os 104 km/h permitidos na via.

O sistema de piloto automático do automóvel estava ativado, mas ainda não se sabe por que a frenagem automática não foi acionada. No acidente, o carro se chocou com uma carreta e acabou passando por baixo do compartimento de carga, antes de atingir um poste e parar no jardim de uma casa.

A NTSB afirma que a conclusão do relatório deve demorar mais 12 meses para acontecer. Enquanto isso, outros órgãos também investigam o caso. A Tesla não comentou as informações divulgadas.

Via TheVerge

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ