Celular cresce 2,24% no Brasil no 1º trimestre

País fechou março com 102,1 milhões de terminais ativos

A telefonia móvel cresceu 2,24% no Brasil no primeiro semestre, com adesão de 2,2 novos assinantes, segundo dados da Anatel. O País fechou março com 102,1 milhões de terminais ativos. Do total, 82,1 milhões (80,44%) são linhas pré-pagas e 19,9 milhões 19,56%) planos pós-pagos. Apesar do número de adesões não passar de um milhão – desde 2003, novas habilitações no mês de março ultrapassam essa marca – a tendência de crescimento da teledensidade do serviço móvel no País permanece. De um índice de 53,24 no encerramento de 2006, a densidade subiu para 54,25 em março, um crescimento de 1,90%. O Distrito Federal (DF) é a unidade da federação que lidera, com larga vantagem, a teledensidade móvel brasileira, com índice de 112,34 – ou 1,12 telefone para cada habitante. A teledensidade é o indicador utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes. Embora o DF tenha registrado um aumento de 0,41% do indicador no último mês, ainda registra um decréscimo (redução de 4,38%) se considerados os 12 últimos meses. Também registraram decréscimo nesse mesmo período o Amapá (redução de 2,03%) e Roraima (redução de 0,81%).

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ