PlayStation

China acaba com veto aos consoles

Leonardo Pereira 07/01/2014 12h02
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Começou a valer a suspensão temporária ao banimento dos consoles estrangeiros na China, onde eles estavam proibidos há 14 anos. A abertura havia sido anunciada em setembro passado (relembre) e funcionará assim: empresas em operação na zona de livre comércio de Xangai poderão vender consoles pelo país depois de passarem pelo crivo do Ministério da Cultura.

Os consoles foram banidos da China em 2000, graças ao aval de sete ministros que temiam seu efeito nos jovens. A atitude, claro, só tirou os consoles de lojas oficiais, mas eles permaneceram à venda em mercados alternativos.

Mesmo assim, os consoles não são tão populares quanto os jogos de computador, que ganharam destaque por causa do veto, estimulando o que hoje é um bem desenvolvido setor de cibercafés.

A abertura, portanto, é ao mesmo tempo uma boa e desafiadora notícia para Sony, Microsoft e Nintendo. Boa porque a China é o terceiro maior mercado de jogos do mundo, onde as receitas entre 2012 e 2013 cresceram mais de 1/3, chegando a US$ 14 bilhões.

Desafiadora porque a proibição consolidou a cultura de games gratuitos para PCs no país. Na China, quase 2/3 dos títulos são jogados pelo computador, enquanto os games para navegador somam 15% e os móveis, 14%.

Com Reuters 

China Console
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você