China está recrutando 20 mil pessoas para criar sua própria Wikipédia

Imagine a vida sem a Wikipédia, embora essa ideia pareça estranha para grande parte dos países do Ocidente, graças à censura do governo chinês, essa é uma realidade para um bilhão de pessoas.

Apesar de empresas de internet chinesas como a Baidu e a Qihoo 360 já terem criado suas próprias enciclopédias online, elas não se comparam em tamanho com a Wikipedia. Agora, em uma tentativa de recuperar o atraso, o governo está planejando criar sua própria enciclopédia online.

Mais de 20 mil pessoas estão sendo recrutadas para ajudar a alimentar o site com mais de 300 mil assuntos; a previsão é de que a plataforma seja lançada no ano que vem.

Segundo o editor por trás do projeto, Yang Muzhi, o objetivo é ser melhor que a versão ocidental. “Temos uma equipe de autores maior e de mais alta qualidade do mundo. Nossa meta não é igualar, mas ultrapassar", afirma.

Muzhi explica que a enciclopédia visa promover os desenvolvimentos científicos e tecnológicos do país, além do património histórico e reforçar os valores fundamentais do socialismo.

[Engadget]

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ