Chineses abrem lojas falsas da Apple para vender novos iPhones

O lançamento dos novos iPhones 6s e 6s Plus agita o mercado de eletrônicos da China (e diversos outros países) nesta sexta-feira, 25. Pegando carona no sucesso da marca, diversas lojas falsas da Apple têm sido inauguradas no país nas últimas semanas, querendo atrair (e enganar) os devotos consumidores da empresa americana.

Só na cidade de Shenzhen, ao norte de Hong Kong, uma mesma rua possui 30 lojas estampando o logotipo e decoração típica da empresa, vendendo iPhones, iPads e MacBooks originais. No entanto, a Apple só tem uma loja oficial no município, além de outros cinco revendedores autorizados.

O que esses comerciantes "piratas" fazem é adquirir os produtos em lojas oficiais da Apple e revender pelo dobro do preço para consumidores desavisados. "Existem muitos tolos na China que estão dispostos a pagar um dinheiro extra apenas para ter um iPhone antes de todo mundo", disse o vendedor de uma dessas lojas, aberta há apenas duas semanas, ao site Business Insider.

O excesso de vendedores não-autorizados forçou as autoridades chinesas a agir. Em uma recente ação pública, diversas lojas tiveram que remover placas enganosas que diziam "authorized Apple seller" (vendedor autorizado) de suas fachadas. Agora, muitos comerciantes estão pensando em abrir mão da marca Apple por conta dessa saturação.

"Veja todas essas lojas na rua. Vai ser difícil fazer negócio com a Apple esse ano", disse um dos vendedores. "Talvez você se dê melhor vendendo Huawei".

Via Business Insider

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ