Cientistas desenvolvem fibra ótica duas mil vezes mais rápida

Segundo criadores, tecnologia é viável comercialmente

Kaluan Bernardo, editado por Renato Santino 07/11/2012 15h00
Cabos de fibra ótica
A A A

Uma equipe de cientistas da Universidade de Bangor, do País de Gales, criou um método de desenvolver fibras ópticas que podem transmitir dados em até 20 GBps, cerca de duas mil vezes mais rápido que a tecnologia atual.

Batizada de OCEAN, ela está sendo desenvolvida há três anos e utiliza um sistema chamado Optical Orthogonal Frequency Division Multiplexing (OOFDM).

Segundo seus desenvolvedores, uma das principais vantagens da novidade é que, além de ser muito mais eficiente, ela deverá custar o mesmo preço do que as atuais tecnologias de fibra óptica.

Não é a primeira vez que o método é bem sucedido em experiências. Em 2011, pesquisadores da Universidade de Sydney, Austrália, já haviam utilizado o sistema OOFDM para transmitir dados por 50 km a uma velocidade de 26 Tbps (terabits por segundo).

Apesar das boas notícias, ainda há diversos pontos a se considerar antes de ver o novo sistema no mercado. A maioria das infraestruturas de transmissão de dados ainda é baseada em fios de cobre para banda larga. Além disso, háuma questão burocrática para se decidir quais seriam as prestadoras de serviço a abraçarem tal tecnologia.

 

 

Fibra Óptica
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você