Espermatozoides

Cientistas estão próximos de criar anticoncepcional masculino

Redação Olhar Digital 02/10/2015 12h52
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Um estudo com sêmen de ratos na Universidade de Osaka, no Japão, possibilitou a descoberta da proteína responsável por fazer o espermatozoide penetrar o óvulo. Em outras palavras, a pesquisa indica um caminho para que cientistas desenvolvam o primeiro anticoncepcional masculino.

A proteína em questão se chama calcineurina e está presente em diversas outras funções do corpo humano. Usando técnicas de engenharia genética, o professor Masahito Ikawa, responsável pelo estudo, conseguiu criar camundongos que nasceram com deficiência dessa proteína no sêmen. O resultado: as cobaias nasceram inférteis.

Já em um tratamento com ratos selvagens, usando substâncias que inibem a ação da calcineurina no corpo, a equipe de cientistas percebeu que os animais ficaram estéreis em duas semanas. Após a suspensão do tratamento, pouco a pouco as cobaias recuperaram a fertilidade.

Estudos anteriores já haviam comprovado a importância da calcineurina para a reprodução, mas não se sabia qual de suas inúmeras variações era a responsável, especificamente, pela fertilidade dos espermatozoides. A partir desta descoberta, a indústria farmacêutica pode trabalhar no desenvolvimento de medicamentos que suspendam a ação da calcineurina por um curto período de tempo, atuando assim como um anticoncepcional.

Via Science

Saúde Medicina Ciência
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você