Como impedir que seu iPhone com iOS 10 rastreie sua localização

Muitos aplicativos precisam saber onde você está para que possam funcionar corretamente. o Uber, o Google Maps e aplicativos de previsão do tempo são alguns exemplos disso. De maneira geral, no entanto, o seu iPhone não precisa ter acesso à sua localização absolutamente toda hora, como aponta o Daily Dot.

Mesmo assim, é dessa maneira que ele funciona. Se você não presta atenção, você acaba transmitindo a sua localização aos servidores da Apple constantemente. Pode ser que você não se importe com isso, e até ache útil ter essa informação compartilhada para poder acessar mais recursos de redes sociais como o Facebook e o Twitter. Por outro lado, todo esse rastreamento pode ser meio assustador. 

Se você também acha isso meio assustador e prefere que o seu iPhone não fique o tempo todo transmitindo a sua localização, há maneiras de se fazer isso. No iOS 10, a Apple incluiu alguns recursos extras para facilitar o rastreamento da localização dos usuários, mas mesmo assim ainda é possível deixar o seu iPhone muito mais discreto com relação à sua posição. Veja a seguir como:

Serviços de localização

Os "Serviços de Localização" da iOS são meio que o controlador geral de acesso à sua posição. Mesmo que o seu GPS esteja desligado, o iPhone ainda consegue determinar a sua posição com alguma precisão usando redes WiFi próximas, aparelhos Bluetooth próximos e sabendo de onde vem o sinal de rede móvel que você está usando.

Para acessar esse recurso, basta ir em "Ajustes", depois em "Privacidade" e finalmente "Serviços de localização". Lá, você poderá ver uma lista de todos os aplicativos que têm acesso à sua localização. É possível configurar qual nível de acesso você quer dar a eles, entre três opções: nunca, sempre e "enquanto em uso". 

Ao selecionar cada um dos aplicativos, você verá uma breve explicação de por que ele usa a sua localização. Geralmente, o melhor é restringir o acesso de aplicativos de terceiros à sua localização, já que a probabilidade de que eles usem seus dados para fins comerciais é maior. Com relação aos apps da própria Apple, dá pra ficar um pouco mais tranquilo. 

Reprodução

Serviços de sistema

A Apple, no entanto, também usa os seus dados de localização para melhorar os produtos dela. Por exemplo: quando você está dirigindo, ela pega a sua posição e a sua velocidade para alimentar uma base de dados sobre tráfego. Quando você navega na App Store, além disso, ela também pode usar seus dados para saber quais aplictivos fazem mais sucesso na sua cidade, por exemplo.

Todos esses dados são criptografados e gravados em uma base de dados anônimos, segundo a Apple. Mesmo assim, é possível que você prefira não ficar divulgando sua localização para a Apple dessa maneira. Nesse caso, basta ir até o menu de "Serviços de localização", deslizar até embaixo e ir em "serviços de sistema". Nesse menu, você verá uma série de opções, cada uma mostrando uma situação em que a Apple coleta seus dados de localização. Desative as que você não quiser compartilhar.

Atividade física

Nessa aba de "Serviços de sistema" está também o serviço referente ao rastreamento de atividade física dos aparelhos da Apple. É por meio dos serviços de localização da empresa que seu iPhone consegue te dizer quantos passos você deu e quantos lances de escada você subiu. Se você faz muita atividade física ou se importa de saber esses dados, pode ser útil ter acesso a essas informações.

Se esse não é o seu caso, porém, você pode preferir desativar esses serviços de rastreamento também. Para fazer isso, basta ir até o menu de "Serviços de Localização", depois descer até "Serviços de Sistema" e ir até a opção "Calib. de Movimento/Distância".

Reprodução

Locais frequentes

Essa é uma das partes do serviço de rastreamento dos iPhones que mais mudou no iOS 10. Até a iOS 9, quando você olhava em "Locais Frequentes" o iPhone te mostrava um mapa com os locais que você mais visitava (incluindo, provavelmente, sua casa, seu trabalho e a casa de um amigo), com os horários em que você esteve lá.

Talvez para não assustar tanto os usuários, a Apple removeu esse mapa na iOS 10. No entanto, o rastreamento de locais frequentes ainda acontece. Segundo a empresa, isso é para oferecer melhores previsões de trânsito e tempo de deslocamento, além de outros "serviços personalizados".

Caso isso não faça sentido para você, você pode desativar mais essa opção de rastreamento. Basta ir em "Serviços de Localização", depois em "Serviços do Sistema" e, finalmente, em "Locais frequentes". Então, basta deslizar a opção para a esquerda. 

Não é mais fácil só desativar o "Serviços de Localização" de uma vez só?

Mais fácil até é, mas é meio inconvieniente. Como foi dito acima, alguns apps simplesmente precisam saber onde você está para funcionar decentemente. É bem chato ter que digitar manualmente o local onde você está cada vez que você quiser chamar um Uber ou usar um aplicativo para ver se o ônibus ainda vai demorar, por exemplo.

Assim, é mais interessante gerenciar, um por um, quais aplicativos têm acesso à sua localização. Um joguinho de smartphone provavelmente não precisa desse tipo de informação, então sinta-se à vontade para impedir que ele tenha acesso a ela. Aplicativos de transporte, por outro lado, podem de fato utilizá-la para lhe oferecer um serviço melhor.

Uma última questão que vale a pena lembrar sobre os serviços de localização: mesmo que você desative absolutamente todos os recursos de localização, a Apple ainda pode ter acesso ao seu local. Isso, no entanto, apenas no caso extremo e improvável de você realizar uma ligação de emergência. Nesse caso, a empresa compartilha a sua localização com o serviço de emergência em questão. 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ