Confira 12 propostas de compra do Facebook

Com mais de 1,5 bilhão de usuários mensais ativos, o Facebook é atualmente a rede social mais popular do mundo. Mas muito antes de fazer todo esse sucesso, a plataforma já chamava a atenção de muitas empresas e investidores. De acordo com o livro "The Facebook Effect", Zuckerberg recebeu diversas propostas de compra da companhia. Teve gente que não soube ouvir um não e até tentou fechar negócio mais de uma vez. Confira algumas delas:

1. Proposta de US$ 10 milhões
Em junho de 2004, com apenas 4 meses de vida, quando era apenas 'TheFacebook.com', o site recebeu uma proposta de compra de US$ 10 milhões, vinda de um financista em Nova York, nos Estados Unidos. A proposta foi recusada por Zuckerberg sem titubear. "Ele não pensou em aceitar nem por um minuto", diz David Kirkpatrick.

2. Google
Em 2004, o Facebook chamou a atenção do Google. De acordo com o livro, um par de executivos do Google abordou os criadores da rede social para encontrar uma maneira de trabalhar com eles ou comprar o TheFacebook.com.

3. Viacom
Em março de 2005, a Viacom ofereceu US$ 75 milhões para comprar o site. Na éoica, o Facebook estava conversando com o jornal The Washington Post sobre a possibilidade de um investimento.

4. MySpace
Em 2005, o CEO do MySpace, Chris DeWolfe , também tentou comprar o Facebook, na época, rival da rede social. Zuckerberg, Sean Parker e o conselheiro Matt Cohler chegaram a se reunir com o executivo, mas sem intenção de fechar um acordo. "Fizeram isso apenas porque achavam ele um cara interessante e estavam curiosos sobre o MySpace", revela o autor.

5. News Corp
Seis meses depois, a News Corp, que já havia comprado o MySpace, achou uma boa ideia comprar o Facebook. A proposta foi recusada por Zuckerberg, que afirmou: "Essa é a diferença entre uma empresa de Los Angeles e uma empresa do Vale do Silício. Nós construímos algo para durar e esses caras [no MySpace] não tem a menor idéia de como fazer isso".

6. Viacom - parte 2
A Viacom não desistiu do Facebook. Em 2005, uma pesquisa revelou que os espectadores da MTV estavam gastando muito tempo no site. Zuckerberg chegou a se encontrar com Tom Freston, o CEO da Viacom, mas não se interessou pela proposta.

7. NBC
Aparentemente, alguns executivos da NBC tentaram comprar a rede social em 2005. Não há muitos detalhes sobre a tentativa fracassada.

8. Viacom - parte 3
Em 2006, o grupo ainda tentava adquirir o site. Dessa vez, a proposta quase foi aceita. Depois de declarar que sua empresa valia US$ 2 bilhões, Zuckerberg recebeu uma oferta de US$ 1,5 bilhão da Viacom: US$ 800 milhões a vista e o restante logo depois. O negócio só não foi fechado porque o criador do Facebook queria um pagamento inicial maior, o que não foi aceito pela empresa.

9. Yahoo
Em 2006, muitos investidores do Facebook decidiram que a empresa deveria ser vendida. O Yahoo chegou a oferecer US$ 1 bilhão pelo negócio, mas teve que reduzir a oferta para US$ 850 milhões, depois de prejuízos. O conselho do Facebook levou 10 minutos para rejeitar a proposta.

10. Yahoo - parte 2
No mesmo ano, o Yahoo voltou a oferecer US$ 1 bilhão pelo Facebook. Mas era tarde demais: nessa época, o site foi aberto para o público geral, e não só universitários e estudantes do ensino médio. O resultado foi a marca de 50 mil novos usuários por dia.

11. Google - novamente
Em 2007, a diretoria do Google tentou trabalhar com o Facebook, mais uma vez. Zuckerberg recusou a oferta de US$ 1,5 bilhão, que previa que a gigante de buscas fosse responsável pela parte de publicidade internacional.

12. Microsoft
Determinada a manter o Facebook longe do Google, a Microsoft se ofereceu para comprar a empresa em 2007, mesmo sabendo que o negócio não se concretizaria. "A Microsoft queria comprar uma pequena participação do Facebook, avaliado na transação em US$ 15 bilhões. Em seguida, a companhia teria a opção, a cada 6 meses, de adquirir mais 5% das ações. Em 7 anos, ela teria o Facebook inteiro", explica Kirkpatrick.

Obviamente, o negócio nunca aconteceu. Em vez disso, a Microsoft compru 1,6% da rede social por US$ 250 milhões. A estratégia deu certo: a partir daí, o Facebook terá que notificar seus acionistas - incluindo a Microsoft- sempre que decidir considerar uma proposta de compra.

Via BusinessInsider 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ