Confira os 4 desafios da criação do novo logo do Google

A mudança no logotipo de uma empresa do tamanho do Google não é uma decisão tomada da noite para o dia. Após revelar sua nova identidade visual, o Google explicou o que está por trás do reformulado design da marca - e o impacto na forma como o usuário se relaciona com seus produtos.

No início do ano, a empresa reuniu em Nova York designers de diversos departamentos, incluindo do laboratório de inovações Creative Lab e a equipe responsável pelo Material Design, o visual da versão mais recente do Android e seus aplicativos. Durante uma semana, esses profissionais se dedicaram a reconstruir o logotipo respeitando quatro diretrizes:

1. Criar uma marca em escalas, que possa transmitir a sensação do logo completo mesmo em espaços restritos;

2. Incorporar um movimento dinâmico e inteligente, que responda aos usuários em diferentes estágios de interação;

3. Utilizar uma abordagem sistemática para a marca em seus diversos produtos, fornecendo consistência aos encontros diários que as pessoas têm com o Google;

4. Combinar o melhor da marca que os usuários já conhecem com uma cuidadosa consideração pela forma como suas necessidades têm mudado.

Trabalhando essas regras de volta ao básico - quatro cores primárias sobre um fundo limpo branco - e, após uma série de testes dentro da empresa, o Google chegou aos três elementos que constituem seu novo visual: o logotipo, os pontos e a letra G.

Reprodução 

O ângulo, espaçamento, altura e espessura de cada caractere no logotipo foram criados do zero, resultando em uma nova tipografia desenvolvida especialmente para o Google. O nome do produto que acompanha a marca - como, por exemplo, o "Maps" de Google Maps - também ganhou uma reformulação, pensada para destacar a empresa sem desassociá-la do serviço.

No "G" que resume o logo, as quatro cores foram dispostas de modo a criar um "caminho visual" em torno da letra. O azul, seguido do verde, amarelo e vermelho, formam a mesma sequência do logotipo visto da esquerda para direita, em uma disposição mais sutil e orgânica.

Os pontos em movimento, segundo o Google, são a grande novidade, e o que deve chamar a atenção dos usuários de smartphones Android. Cada animação representa uma ação do sistema como resposta a um determinado comando: aguardando a fala do usuário, ouvindo sua voz, "pensando", trazendo a resposta, "incompreensível" e "confirmado".

Até mesmo as cores desse novo design foram refinadas. A vibração do vermelho, verde e amarelo foi ajustada, procurando manter uma melhor saturação em momentos em que as cores se misturam no "G", por exemplo. Por fim, o Google explica que mesmo conexões de internet de baixa velocidade poderão ver o novo design em diferentes dispositivos, graças a um sistema que ajusta a quantidade de pixels na tela de acordo com cada display.

Quem utiliza o Chrome como navegador, já percebeu que diversos produtos Google já fizeram a transição para o novo visual. Nos smartphones com Android, a mudança deve ocorrear gradualmente ao longo dos próximos dias.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ