Veja a menor nave espacial do mundo

O bilionário russo Yuri Milner, famoso por defender aplicativos como o Facebook e o Twitter antes de eles serem famosos, também apoia um programa científico para investigar o universo e buscar a inteligência extraterrestre. O projeto conta com um apoio financeiro de US$ 200 milhões e, entre outras ações, criou pequenas naves espaciais que possuem o tamanho de um microSD.

Reprodução
Cada nave é equipada com sensores e um laser para transmitir dados para a Terra, além de uma câmera. Os equipamentos são movidos por luzes. Na última terça-feira, Milner exibiu os exemplares e compartilhou seus palpites sobre a razão para a humanidade ainda não ter encontrado nenhuma evidência indiscutível da existência de vida alienígena.

"A maneira favorita de explicar isso no Vale do Silício é a que diz que nós estamos vivendo em uma simulação. É uma explicação perfeita. Alguém está jogando e nós somos parte desse jogo", afirma o bilionário. "Essa é uma suposição muito perigosa, porque depois há a questão: 'quando eles devem desligar o jogo?' A resposta é: 'quando descobrirmos que é uma simulação'. Então eu prefiro não me concentrar nisso", declara, em tom e brincadeira.

"É muito difícil enviar algo maior do que este chip em altas velocidades nessas enormes distâncias. Se você enviar um objeto 'macro' [do tamanho de uma nave] e se esse objeto colidir com um pequeno grão de poeira, e há uma abundância deles lá fora, haverá uma explosão em escala nuclear ", afirma.

Por outro lado, Milner aponta que pequenas naves alienígenas podem estar entre nós sem que as percebamos. "É muito possível que essas coisas estejam voando ao nosso redor e não tenhamos nenhuma maneira de saber. Não estamos rastreando pequenas coisas", explica.

Via BusinessInsider

Celular, fone de ouvido, notebook. A BlackFriday está recheada de ofertas, mas nem todas são vantajosas. Com a extensão do Olhar Digital, você encontra o menor preço e também cupons de descontos. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ