Conheça o sistema de áudio que custa mais do que a sua casa

É um fato sobre a tecnologia que a última novidade em geral se traduz em um produto caro, mas ela se torna acessível dentro de alguns anos. Contudo, existe uma exceção: sistemas de áudio de alto desempenho. Prova disso são os fones Orpheus da Sennheiser, em vez de desvalorizar ficaram ainda mais caros com o tempo pela raridade e qualidade. E agora, a MSB também quer atender este mercado com um sistema de som de US$ 130 mil (cerca de R$ 410 mil na cotação atual).

A empresa tem o combo de amplificador de headphone e conversor digital-analógico que é um sistema de áudio de luxo para quem pode bancar algo este nível de qualidade. O conversor Select DAC II é a parte mais cara do sistema, custando US$ 90 mil; já o amplificador para headphones Select custa US$ 37 mil, e ainda é necessário ter um superfone que seja capaz de lidar com essa qualidade de som. Tudo isso ainda conta com uma base enorme de alumínio para lidar com a energia.

Reprodução

A MSB explica que o Select DAC conta com 16 conversores de sinal digital para o analógico que funcionam com o intuito de eliminar as distorções e imperfeições no áudio. Curiosamente, o sistema precisa de um tempo para “esquentar”, mais especificamente 24 horas, mas os representantes da empresa notam que o consumidor pode deixá-lo ligado “para sempre”, o que dilui bastante este tempo de espera.

Em um teste do site The Verge, o repórter conseguiu notar os benefícios de um sistema de áudio de alto padrão até mesmo com arquivos de qualidade de CD, que não é grande coisa, sem depender de grandes arquivos de som sem compressão. Claro, quanto melhor for o arquivo, melhor será o resultado, mas um bom sistema de som é capaz de compensar uma boa parte das perdas na compressão.

Via The Verge

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ