Criador do Napster doa US$ 9 milhões para legalização da maconha na Califórnia

O empresário Sean Parker é conhecido por criar o Napster, um dos principais serviços de compartilhamento de músicas pela internet – e que causou grande polêmica quando foi lançado – e ter participado do desenvolvimento do Facebook. Nesta segunda-feira, ele investiu US$ 9 milhões para ser lembrado por outra maneira.

A quantia doada pelo bilionário tem o objetivo de ajudar na legalização da maconha na Califórnia. O bilionário já havia declarado apoio à causa quando doou, no começo deste ano, US$ 500 mil para a organização que pede o fim da proibição da erva no estado norte-americano.

Vale lembrar que a venda de maconha nos Estados Unidos é definida de acordo com leis estaduais e municipais, sendo permitida no Colorado, Washington, Oregon, Alasca, e em cidades como Michigan e Maine. Agora, cinco novos estados vão realizar um plebiscito para permitir ou não que a droga possa circular livremente. A Califórnia é um deles.

Essa votação fez com que Parker ficasse motivado em doar seu dinheiro para a causa. A proposta permitiria que adultos maiores de 21 anos possam comprar até uma onça de maconha (o que daria algo em torno de 28 gramas).

Financeiramente a legalização pode ser boa para os cofres públicos do estado, já que o mercado teria que pagar 15% de imposto para a venda e outras taxas referentes ao cultivo da planta. A previsão é que o setor gere US$ 1 bilhão em impostos por ano.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ