Depois de ser vendida, Honor pode lançar celulares com apps do Google

Quando a Huawei vendeu a marca Honor, concordou em não deter nenhum controle acionário na empresa. Negociação abre caminho para que Google licencie o Android e seus apps aos novos donos

Rafael Arbulu, editado por Wellington Arruda 17/11/2020 12h50
Honor 9A
A A A

Após confirmar a venda da marca Honor ao grupo New Information Technology, a Huawei concordou em não deter nenhum controle acionário da empresa depois da negociação. Com isso, a linha de smartphones Honor pode vir a receber atualizações do Android e os apps oficiais do Google diretamente da empresa de Mountain View.


Desde maio de 2019, a Huawei vem enfrentando sanções comerciais impostas pelos Estados Unidos. Resumindo mais de um ano em uma frase, empresas norte-americanas estão proibidas de conduzir negócios com a fabricante chinesa. A suspeita é de conluio com o governo chinês no repasse de informações de companhias estadunidenses – o que impede o Google de disponibilizar o Android para a empresa. A Huawei sempre negou tais afirmações.

Reprodução

Smartphones Honor 10X e 10X Pro: fabricante era subsidiária da Huawei, mas teve sua venda confirmada e, com isso, pode voltar a negociar tecnologias com os Estados Unidos. Imagem: Honor/Divulgação

Honor seguirá o próprio caminho

Entretanto, devido à abstenção do controle acionário da Honor, a Huawei não terá nenhum poder de decisão nas negociações da marca daqui para frente – efetivamente abrindo caminho para que o Google volte a licenciar o Android e seus apps oficiais aos smartphones que a empresa lançar no futuro.

O assunto ainda não é publicamente tratado pelos novos donos, mas fontes do site GizChina alegam que a New Information Technology – empresa criada pelos novos proprietários da Honor – já está reunindo informações para que seja viabilizada a retomada das relações com o Google.

A negociação da Huawei não deve mudar nada para os consumidores dos smartphones Honor: as linhas de produção, cadeia de fornecedores e toda a estrutura que a marca já empregava quando era uma subsidiária da gigante chinesa seguirão em uso agora com os novos donos. Os funcionários também serão, em sua maioria, mantidos.

A Honor foi criada, de acordo com documentações públicas, em meados de 2013. Por ela, são comercializados os smartphones das linhas V, Honor, X e Play.

 

Fonte: GizChina

Google Android Huawei eua x china Honor
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você