Dispositivos eletrônicos estão acabando com a memória das pessoas, diz pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Kaspersky Lab mostra que a tecnologia está enfraquecendo a memória das pessoas. Os resultados mostram que, conforme os usuários recorrem a computadores e dispositivos móveis para armazenar informações, a capacidade de memória de seus cérebros diminui. "O hábito de usar as máquinas para buscar informação impede a construção de memórias de longo prazo", explica Maria Wimber, da Universidade de Birmingham.

O estudo analisou os hábitos de memória de 6 mil adultos de 8 países. 1/3 dos entrevistados revelaram que costumam recorrer a computadores e dispositivos móveis antes de usar a própria memória. 45% dos participantes conseguiram se lembrar do telefone de suas casas quando tinham 10 anos, 29% se lembraram do telefone dos filhos e 43% tinham na cabeça o númerio do trabalho.

O ato de esquecer informações importantes por conta dos dispositivos eletrônicos tem nome: amnésia digital. "Existe também o risco de que o registro constante de dados em dispositivos digitais nos torne menos propensos a guardar informações de longo prazo, e até nos distraia de memorizar corretamente um acontecimento da forma como ele acontece", conta Wimber.

Via BBC

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ