Elon Musk Cybertruck

Elon Musk confessa que tinha medo da picape Cybertruck fracassar

Vinicius Szafran, editado por Cesar Schaeffer 07/02/2020 15h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Em um podcast, o CEO da Tesla revelou que o design futurista da picape foi motivo de preocupação na empresa

Elon Musk, o bilionário CEO da Tesla, acredita que a picape elétrica Cybertruck é o "melhor produto de todos os tempos" da empresa. No entanto, ele admitiu em um podcast recente da Third Row Tesla que não tinha certeza se as pessoas gostariam de seu design futurista.


"Eu não tinha certeza se alguém iria comprá-la ou se muita gente a compraria", afirmou Musk sobre a estreia da picape em novembro do ano passado. O formato angular do caminhão elétrico é baseado em parte no carro esportivo Lotus Esprit, de 1976, comprado por Musk em 2013 por quase US$ 1 milhão. O veículo foi usado no filme de "James Bond" de 1977, "O Espião Que Me Amava".

"Eu disse à equipe: 'Escute, se ninguém quiser comprar isso, sempre poderemos fazer um que se pareça com os outros caminhões'", continuou ele. 

Reprodução

De acordo com Musk, no entanto, o design diferenciado da Cybertruck tinha como objetivo chocar o público. "Muitas razões pelas quais as pessoas compram picapes nos EUA são porque é a picape mais malvada. Qual é a mais durona?", explicou ele no podcast. Então, "o que é mais durão que um caminhão? Um tanque. Um tanque do futuro".

"Como você supera um caminhão? Você faz um veículo blindado futurista. Vai ser bem especial e não como outras coisas", afirmou o CEO.

Musk disse que seu "painel de inspiração" para a coleta também incluía os filmes "Mad Max", "Blade Runner", "Aliens" e "De Volta para o Futuro", o que explica a aparência da Cybertruck.

Reprodução

"Você quer ter essas coisas que inspiram as pessoas e se sentem diferentes", disse Musk no podcast. "Todo o resto é o mesmo, como variações no mesmo tema". Ainda assim, a picape recebeu uma resposta inicial mista.

Na revelação da Cybertruck, o designer-chefe da Tesla, Franz Von Holzhausen, jogou uma bola de metal em uma das janelas "à prova de balas" da picape para provar sua durabilidade. Porém, a janela rachou. O mesmo aconteceu na segunda tentativa.

As ações da Tesla caíram 6% naquele dia, e a picape "recebeu reações mistas em Wall Street, enquanto alguns não gostaram de seu design incomum", informou Musk na época. Mas, segundo ele, a janela quebrada não afetou o número de encomendas da Cybertruck - em 26 de novembro, o CEO da Tesla escreveu em seu Twitter que a empresa recebeu 250 mil encomendas.

No entanto, uma pré-encomenda da Cybertruck exige apenas uma taxa de US$ 100 para cobrir os custos de processamento - não é considerada um depósito, de acordo com o contrato de pré-encomenda no site da empresa. Para que as encomendas se transformem em vendas, os clientes precisam assinar um contrato de compra.

Não está claro qual porcentagem de encomendas de veículos da Tesla termina em vendas, e a empresa não divulgou nenhum número oficial para a Cybertruck.

Via: CNBC

Design Tesla elon musk cybertruck picape cybertruck
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você