Empresa chinesa afirma ter reconhecimento facial superior ao do iPhone X

Os recursos exclusivos do iPhone X não devem permanecer exclusivos por muito tempo. A Honor, marca que pertence à gigante chinesa Huawei, demonstrou nesta terça-feira, 28, uma tecnologia muito similar, descrita pela empresa como superior à da Apple. 

A tecnologia ainda não foi aplicada a nenhum celular, no entanto, e foi apresentada apenas como uma “inovação futura”. A Honor utiliza série de sensores na parte frontal do celular para realizar o reconhecimento facial 3D, assim como o Face ID da Apple. A tecnologia poderá ser usada para o desbloqueio da tela e utiliza uma câmera infravermelha e lasers para evitar ser enganada por truques comuns como segurar uma foto em frente às lentes.

O Face ID, no entanto, não é o único recurso inspirado no iPhone X. A Honor também aproveitou a tecnologia de reconhecimento facial para criar sua própria versão do Animoji, os “emojis” animados do iPhone X que imitam as expressões e movimentos do rosto. A empresa promete que sua versão do Animoji será melhor em dois aspectos: primeiro, essa versão usa personagens próprios em vez de emojis genéricos e, segundo, a tecnologia de reconhecimento facial é superior, permitindo que a animação represente de forma mais precisa as expressões do usuários. Uma das diferenças é a capacidade de monitorar a língua do usuário, inexistente no iPhoneX.

Reprodução

Ainda não há previsão de quando essa tecnologia será aplicada a um celular real, no entanto. É aguardar para ver.

Honor V10

O evento em que foi revelada a tecnologia competidora do Face ID também trouxe a apresentação do Honor V10, novo celular top de linha da marca, usando o processador Kirin 970, utilizado pela Huawei no top de linha Mate 10. O aparelho também traz até 6 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno, rodando a versão 8 da EMUI sobre o Android Oreo. A tela tem 6 polegadas com resolução Full HD e proporção 18:9 ocupando quase toda a parte frontal do celular, mas deixando um espaço para um botão Home frontal, que também faz as vezes de leitor de impressões digitais. 

O aparelho conta com câmera dupla na traseira, com o sensor principal trazendo 16 megapixels e o secundário, que registra imagens apenas em escala de cinza, com 20 MP; enquanto isso, o sensor frontal é de 13 MP. Enquanto isso, a bateria é de 3.750 mAh, sendo uma das maiores entre celulares tops de linha.

Por enquanto, apenas a China tem previsão de receber o Honor V10, o que deve acontecer a partir de dezembro. O modelo será comercializado por valores entre 2.700 yuans (R$ 1.320) e 3.600 yuans (R$ 1.710).

Reprodução

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ