Empresa processa Google por infração de patentes no Project Loon

A empresa Space Data Corporation dos Estados Unidos entrou nesta semana com uma ação judicial (pdf) contra o Google e sua empresa-mãe, a Alphabet. A Space Data alega que o Project Loon, projeto do Google para levar internet a regiões distantes usando uma rede de balões, infringe patentes suas.

Segundo a Space Data, o Project Loon utiliza sem autorização duas tecnologias que a empresa já havia patenteado anteriormente. Uma delas, sobre o oferecimento de redes de internet por meio de balões, foi patenteada pela empresa em 1999; a outra, sobre a recuperação desses balões, foi registrada em 2001.Embora o Google detenha diversas patentes sobre as tecnologias usadas no Project Loon, a empresa não licenciou ou garantiu o direito de uso a essas duas tecnologias já registradas.

No mesmo processo, a empresa também informa que os fundadores do google Larry Page e Sergey brin visitaram a Space Data Corporation em 2008 com até 10 outros executivos do Google. O Wall Street Journal falou sobre a visita após sua realização, especulando que a empresa pudesse futuramente usar balões para fornecer internet. O trabalho informal no Project Loon, no entanto, só começaria três anos depois.

Durante a visita, os executivos do Google assinaram acordos de não-divulgação de informações. A Space Data Corporation alega também que, ao utilizar tecnologias da empresa em seus próprios projetos, o Google também violou esses acordos. O The Verge tentou entrar em contato com o Google pára falar sobre o caso, mas a empresa se negou a comentar.

Space Data

Os produtos oferecidos pela Space Data são, de fato, semelhantes à ideia do Project Loon. Eles se chamam SkySite, um serviço de oferecimento de rede via balões para determinadas áreas, e SkySat, um conjunto de repetidores para outras redes. Eles são usados, segundo a empresa, pela marinha dos Estados Unidos. A imagem abaixo, retirada do processo, compara os serviços das duas empresas:

Reprodução

O Project Loon, por sua vez, já foi testado em condições bastante rigorosas, e começou a atuar em agosto de 2015, no Sri Lanka. A ideia do Google é criar um "anel de internet" no hemisfério sul do planeta, atingindo também regiões como Oceania, Indonésia e, possivelmente, América do Sul em seguida. 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ