Entenda como a Netflix está acabando com a pirataria

Aos poucos, os serviços de streaming de vídeo estão contribuindo para a queda da pirataria. De acordo com uma pesquisa realizada pela Sandvine, uma empresa de banda larga dos Estados Unidos, Netflix, YouTube, Amazon Video e YouTube são responsáveis por 60,8% do tráfego ao longo do dia.

O crescimento do setor está diretamente ligado a uma queda nos serviços de torrent. O BitTorrent, por exemplo, no período, registrou um grande declínio e corresponde atualmente a 5% de todo o tráfego. Em 2008, no auge do serviço, o ele correspondia a 31%.

Mudança na mentalidade
O crescimento dos serviços de streaming mostram uma mudança na mentalidade do usuário. Antes, a intenção era obter os serviços de maneira gratuita, o que explicava o crescimento da pirataria. Agora, é possível perceber que as pessoas estão dispostas a pagar pelo conteúdo.

Dispositivos móveis
O uso de dispositivos móveis para acessar os serviços de streaming também crescem. Nos Estados Unidos, 41% do conteúdo é consumido nesse tipo de plataforma.

Netflix é líder 

Sozinha, a Netflix é responsável por 37% do tráfego de internet no mundo ao longo do dia, mais da metade do que todos os serviços de streaming de vídeo consomem juntos. E, de acordo com a companhia, a ideia é aumentar o índice: nessa semana, o diretor de conteúdo da empresa, Ted Sarandos, anunciou que o plano para o ano que vem é dobrar o número de produções originais, ampliando sua base de clientes.

Via CSMonitor

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ