Estado Islâmico ameaça Mark Zuckerberg e presidente do Twitter em novo vídeo

Um novo vídeo de propaganda do Estado Islâmico foi divulgado na internet esta semana. Nas imagens, o grupo terrorista ameaça Mark Zuckerberg, presidente e fundador do Facebook, e também Jack Dorsey, criador e CEO do Twitter. As redes sociais têm intensificado seu combate aos extremistas removendo páginas e perfis de membros radicais.

No vídeo, fotos de Zuckerberg e Dorsey aparecem perfuradas por disparos de metralhadoras. "Vocês anunciam todos os dias que estão suspendendo nossas contas", diz o texto que aparece sobre a imagem do vídeo. "Para vocês nós dizemos: isso é tudo o que podem fazer?". Uma ameaça feita por escrito, no ano passado, chegava a dizer que "quando nossos leões vierem tomar o seu suspiro, vocês jamais voltarão à vida".

Nenhuma das duas empresas quis comentar, mas um representante do Twitter disse que essas ameaças já se tornaram comuns. "Acontece toda hora", teria dito ele ao site Business Insider. O Estado Islâmico usa com frequência as redes sociais para espalhar propaganda extremista e recrutar jovens para o seu exército de militantes, e por isso o fechamento de contas nas plataformas prejudica sua estratégia.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ