Estado Islâmico orienta terroristas a utilizarem criptografia após os atentados

Minutos após os ataques a Bruxelas, na Bélgica, o Estado Islâmico orientou que jihadistas a favor do califado terrorista passem a utilizar aplicativos e programas criptografados com o objetivo de não serem rastreados pelas autoridades policiais que estão em busca de membros do grupo ainda presentes em território belga.

O anúncio foi feito pela Afaaq Electronic Foundation, órgão do Estado Islâmico dedicado a segurança de informações do grupo, e enviado via Telegram, aplicativo para smartphones que permite comunicações mais seguras. A mensagem orienta o uso de softwares de conexão à internet mais seguros, como Tor, I2P e redes VPN, além de sistemas operacionais Tails OS e Qubes OS.

Outra recomendação dos terroristas é evitar ao máximo a utilização das redes sociais e não dividir informações com outros "irmãos" até que “a poeira abaixe”. Os jihadistas também orientam quem está na Bélgica a manter a calma e não permanecer em apenas um local por muito tempo.

De acordo com o Daily Dot, o fato de a mensagem ter sido escrita em inglês e não em árabe ou em idiomas comumente falados na Bélgica como alemão, francês e holandês, pode indicar que o califado queria que a mensagem fosse divulgada de forma facilitada.

Reprodução

 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ