Estudo mostra que adolescentes estão cada vez mais viciados em telas

Um estudo realizado pela organização não governamental Common Sense Media e divulgado pelo jornal The Washington Post mostra que os adolescentes passam praticamente todas as horas em que estão acordados olhando para telas, sejam elas de smartphones, televisões, de computadores, ou de qualquer outro dispositivo.

Ao que indica, os adolescentes passam cerca de nove horas diárias encarando telas, enquanto crianças com idades entre 8 e 12 anos fazem a mesma coisa durante seis horas diárias. Nos Estados Unidos cada pessoa passa em média 4,5 horas por dia olhando para as telas e telinhas.

Considerando que crianças e adolescentes passam cerca de seis horas por dia na escola e mais nove horas dormindo, o estudo mostra que os adolescentes passam todas as horas em que estão acordados e fora da escola em frente aos dispositivos eletrônicos.

Saúde

Em decorrência disso, pesquisadores estão preocupados com os efeitos da exposição à longo prazo. Estudos mostram que tablets e smartphones fazem com que crianças fiquem mais acostumadas à atenção e à exposição.

Além disso, a luz azul emitida por esses dispositivos tende a gerar um certo grau de confusão no cérebro humano fazendo-o parar de produzir uma substância chamada melatonina. Sem ela, o grau de distração é aumentado fazendo com que seja mais difícil de dormir e aumentando o risco de obesidade e até de câncer de próstata. 

Via TechInsider

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ