Facebook cumpre promessa de ativar recurso de segurança em ataques terroristas

Cumprindo a promessa de ser menos seletivo quanto às tragédias que ocorrem pelo mundo, o Facebook ativou o Safety Check na cidade nigeriana de Yola, na noite dessa terça-feira, 17, após um ataque terrorista que deixou dezenas de vítimas.

Tanto a Cruz Vermelha quanto a Agência Nacional de Gerenciamento de Emergências (NEMA) confirmam que ao menos 32 pessoas morreram e outras 80 ficaram feridas após a explosão de uma bomba num mercado local, segundo informa a Al Jazeera.

Foi o suficiente para a rede social entrar em ação, ativando o recurso que os internautas podem usar para informar a todos os contatos que estão em segurança. “Agora estamos trabalhando rapidamente para desenvolver critério para a nova política e determinar quando e como este serviço pode ser mais útil”, afirmou o CEO, Mark Zuckerberg.

“Infelizmente, esses tipos de eventos são muito comuns, então eu não postarei sobre todos eles”, avisou ele. “Uma perda de vida humana em qualquer lugar é uma tragédia, e estamos comprometidos a fazer nossa parte para ajudar as pessoas em mais dessas situações.”

A atitute é uma resposta à enxurrada de reclamações que o Facebook recebeu após ativar o Safety Check para ajudar as vítimas do ataque ocorrido em Paris na última sexta-feira, 13. Na ocasião, usuários questionaram a seletividade do Facebook, que até então só permitia o uso da ferramenta durante desastres naturais. Zuckerberg disse que todos tinham razão de reclamar e garantiu que a rede social seria menos seletiva.

We've activated Safety Check again after the bombing in Nigeria this evening.After the Paris attacks last week, we...

Posted by Mark Zuckerberg on Tuesday, November 17, 2015

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ