Facebook usou app de VPN para 'bisbilhotar' e prejudicar concorrência

Gustavo Sumares, editado por Leonardo Pereira 14/08/2017 10h41
Facebook / Espionagem / Privacidade
A A A

Antes mesmo que a Snap divulgasse um prejuízo trimestral que fez suas ações despencarem 17%, o Facebook já sabia que os negócios da sua concorrente não iam bem. Isso porque, conforme reportado por uma matéria do Wall Street Journal citada pelo Engadget, a empresa estava usando os dados coletados pelo seu aplicativo de VPN Onavo Protect para "bisbilhotar" a concorrência. 


De acordo com o site, a rede social estaria usando o Onavo para ver quantas vezes e por quanto tempo as pessoas estavam usando o Snapchat. Essa estratégia foi adotada pela empresa logo depois que ela lançou o Instagram Stories, a versão "copiada" do Snapchat para o Instagram. Após o lançamento, o Facebook percebeu que a frequência e a duração do uso do Snapchat diminuíram, e com isso concluiu que sua estratégia de enfraquecer a Snap deu certo - e possivelmente decidiu continuar a lançar mais cópias do aplicativo. 

Essa também não seria, segundo o site, a primeira vez que o Facebook lança mão dessa estratégia. Analisar os dados gerados pelos usuários da Onavo também foi algo que a empresa fez antes de comprar o WhatsApp: percebendo que o aplicativo era muito mais usado do que o Messenger, por exemplo, a rede social se deu conta de que valia a pena adquiri-lo. Da mesma maneira, analisando o uso de aplicativos como o Meerkat e o Periscope, a empresa teria decidido incorporar recursos de vídeo ao vivo às suas redes sociais. 

Às claras

De acordo com o Facebook, não há nada de secreto quanto à maneira como a empresa usa os dados dos usuários do Onavo Protect. O aplicativo diz explicitamente quais dados ele usa e, segundo a empresa, aplicativos têm feito usos semelhantes dos dados de seus usuários "há anos". 

Mesmo assim, é possível, como o Engadget aponta, que o Facebook esteja violando as regras da App Store (a loja de aplicativos da Apple). Isso porque o Onavo Protect estaria coletando dados dos usuários que não são diretamente relevantes para o aplicativo, ou mesmo para o uso publicitário do app. 

Há ainda a questão da competitividade. Ter acesso a essa montanha de dados dos usuários dá ao Facebook uma vantagem desleal sobre sua concorrência - até porque, como o caso do Instagram Stories mostra, ela pode simplesmente copiar quaisquer recursos da concorrência que deem certo para destruí-la. Por esse motivo, Askhan Soltani, ex-diretor de tecnologia do órgão regulador de mercado dos EUA, considerou que o Facebook está usando os dados de seus usuários contra eles mesmos. 

Aplicativos Mercado redes sociais Facebook snapchat
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você