GEDmatch confirma vazamento após banco de dados de DNA estarem disponíveis à polícia

Site permite que os usuários enviem seus dados de perfil de DNA para rastrear genealogia familiar

Da Redação, editado por Liliane Nakagawa 20/07/2020 12h07
DNA
A A A

Neste domingo (19), o banco de dados de código-fonte aberto da empresa de análise de DNA GEDmatch foi desligado brevemente, enquanto a empresa-mãe Verogen investigava como dados de perfis de DNA estavam aparentemente disponíveis para pesquisas policiais. Na quarta, houve a confirmação de que as alterações foram causadas por uma violação no sistema. 


Em 2018, o site ficou conhecido após autoridades policiais utiliza-lo para pesquisas policiais, como procurar suspeitos de assassinato em série, ao que tudo indica, sem o consentimento tácito da empresa de rastreamento genealógico.

Apesar da GEDmatch ter emitido um aviso de privacidade aos seus usuários e disponibilizado a eles novos controles para permitir que optassem pela inclusão dos perfis de DNA em pesquisas policiais, eles relataram, no domingo, que tais configurações haviam sido modificadas sem consentimento. Ou seja, muitos perfis foram disponibilizados para buscas policiais sem que tenham tido autorização para isso.  

Na quarta-feira, a empresa enviou um comunicado aos clientes, informando duas violações de segurança ocorridas no dia 19 e 20. "Ficamos cientes da situação pouco tempo depois e imediatamente derrubamos o site. Como resultado da violação, todas as permissões de usuário foram redefinidas, tornando todos os perfis visíveis para todos os usuários", dizia o email.

O caso durou aproximadamente 3 horas, e "durante esse período, os usuários que não optaram pela correspondência policial também estavam disponíveis para correspondência policial e, inversamente, todos os perfis policiais foram tornados visíveis para os usuários do GEDmatch". 

 

Empresas de rastreamento genealógico ganham popularidade

Empresas de análise e perfil de DNA estão cada vez mais populares entre os usuários que tentam entender suas origens culturais e étnicas, descobrindo novos parentescos e ancestrais membros da família. Concomitantemente, autoridades estão de olho neste vasto banco de dados com ricos detalhes, e se aproveitam dessas informações para tentarem resolver crimes por meio de comparações com vestígios de DNA deixados no local do crime.

 

gedmatch.png

 GEDmatch fica fora do ar por três horas. Foto: Reprodução

 

Via: KTUDO


privacidade Banco de Dados dna polícia armazenamento de dados email dados sensíveis
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você