Google aposenta robô jogador que foi considerado um 'deus' por adversários

O Google cansou de humilhar os humanos com seu robô especialista em Go e resolveu aposentar o sistema — pelo menos no que tange ao jogo.

No sábado, 27, a companhia avisou que vai tirar o AlphaGo dos embates para que os pesquisadores responsáveis pela máquina possam se concentrar em problemas mais sérios.

"A equipe de pesquisadores por trás do AlphaGo agora vai jogar sua energia em uma série de grandes desafios, desenvolvendo algoritmos avançados que podem um dia ajudar cientistas enquanto abatem alguns dos nossos problemas mais complexos, como encontrar novas curas para doenças, reduzir dramaticamente o consumo de energia ou inventar novos materiais revolucionários", explica a empresa em seu blog.

A jornada de Go foi importante porque o jogo é de uma complexidade enorme, e treinar uma máquina para que ela se tornasse melhor que os humanos serviu para testar os limites da tecnologia que está nas mãos do Google.

Os próprios jogadores vêm se mostrando empolgados com a criação do Google, mesmo tendo sido ultrapassados por ela. O chinês Ke Jie, número um em Go no mundo — e que foi derrotado há poucos dias pelo sistema —, disse que o AlphaGo se tornou um "deus", e colegas seus como Shi Ye e Gu Li fizeram declarações entusiasmadas sobre a tecnologia ao comentarem partidas jogadas pelo robô contra si próprio. "Não é como nada que eu já tenha visto antes", disse Yue. "São como eu imagino que os jogos de um futuro distante serão."

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ