Google Chrome muda classificação de sites seguros e inseguros

O Google quer que cada vez mais desenvolvedores de web trabalhem suas páginas na internet com o protocolo HTTPS, em vez do tradicional HTTP. Para isso, a nova versão do navegador Google Chrome não vai mais alertar o usuário para um site que possui "conteúdo misto" entre ambos os formatos.

Até a atual versão do browser, o Chrome 45, a classificação é feita com quatro "bandeiras" diferentes. Quando uma página é totalmente desenvolvida em HTTPS, um cadeado verde aparece na barra de endereços; quando o protocolo usado ainda é HTTP, o usuário vê apenas uma folha branca; mas se o HTTPS no site está quebrado, vemos um cadeado com uma letra X vermelha.

A quarta bandeira é utilizada quando a página possui elementos de ambos os formatos, tanto HTTP quanto HTTPS, e exibe o ícone de um cadeado com um triângulo amarelo ao lado. Desse modo, o Chrome alerta para o usuário que aquele site tem pequenos problemas de segurança, mas não é totalmente inseguro como o de um HTTPS quebrado.

Reprodução 

Na nova versão do Chrome, essa bandeira de conteúdo misto deixa de existir. Se um site não estiver totalmente integrado ao protocolo HTTPS, o usuário verá uma simples folha em branco na barra de endereços - assim como em páginas ainda em HTTP. A ideia, segundo o Google, é que o usuário não se preocupe mais com tantos níveis diferentes de atenção.

Por outro lado, o Google recomenda que os desenvolvedores publiquem suas páginas com o protocolo HTTPS - que protege melhor os dados do usuário do que o HTTP - o mais rápido possível. Desse modo, os sites ganharão a etiqueta com o cadeado verde e passarão mais confiança ao internauta.

Via Google Online Security Blog

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ