Google fiber

Google pagará quase US$ 4 milhões para Louisville por falha na instalação de fibra ótica

Redação Olhar Digital 16/04/2019 10h36
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A instalação feita apenas centímetros abaixo da superfície danificou ruas, estradas e os cabos que forneciam o serviço.

Em fevereiro, o Google anunciou que retiraria o Google Fiber da cidade deLouisville, nos EUA, por causa de problemas na instalação do serviço. De acordo com a empresa, os cabos foram colocados apenas centímetros abaixo da superfície, danificando estradas e ruas e ficando expostos ao ar livre, desgastando-se e comprometendo a conexão. Com todos esses desgastes, a empresa pagará U$3,84 milhões de dólares para a prefeitura da cidade norte-americana nos próximos 20 meses para remoção da infraestrutura da fibra ótica e reconstrução das ruas. 


"A infraestrutura nos bairros e propriedades públicas afetadas pelo Google Fiber serão tão boas ou melhores do que antes da implementação do serviço feito pela empresa", disse Grace Simrall, chefe de Inovação e Tecnologia Cívica de Louisville. 

Além dos U$3,84 milhões de dólares pagos, o Google ainda se comprometeu com mais 150 mil dólares para o fundo de inclusão digital da cidade, que fornece computadores recondicionados para pessoas de baixa renda e ajuda a fornecer internet barata para residentes em moradias públicas. 

O gerente geral do Google Fiber, Mark Strama, lamentou a necessidade de descontinuar o serviço em Louisville. "Seremos eternamente gratos ao prefeito Greg Fischer e sua equipe por seu compromisso com os moradores de Louisville e sua dedicação para impulsionar a conectividade à Internet e a inclusão digital em toda a cidade", disse ele. 

O método utilizado para a instalação do serviço foi o de "valas rasas", em parte porque operadoras, como a AT&T, se recusavam a liberar pontos de conexão em postes para o Google, já que o serviço seria um concorrente mais barato. Contudo, os cabos muito próximo da superfície ficaram desgastados e ao invés de reconstruir toda a rede, a empresa preferiu sair da cidade. 

Mesmo com a perda, a gigante das buscas afirmou que ganhou experiência e aprendizado com a situação, informando que o método de "valas rasas" não deve mais ser utilizado. O serviço de fibra ótica está disponível em outras 16 cidades, incluindo San Diego, San Francisco, Austin e Seattle. 

E nem o chefe de Inovação e Tecnologia Cívica de Louisville pôde reclamar da fibra ótica do Google, apesar da falha na instalação.  "Claro que a presença do Google Fiber em Louisville levou outros provedores a aumentar o investimento na cidade e essa foi uma boa notícia para os consumidores em todos os lugares", ressaltou Simrall. 

De acordo com a CNET, a AT&T superou o Google na instalação de fibra ótica em residências da cidade, mesmo com o serviço mais caro. Portanto, a saída parece ter um saldo positivo para ambos os lados. 

Via: The Verge

 

Google Fibra Óptica Google Fiber fibra ótica
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você