Google pode estar desenvolvendo um berço inteligente

Desde que foi adquirida pelo Google, no começo de 2014, a Nest não apresentou nenhum produto novo, mas pode ser que isso mude através de um investimento em um dos setores mais lucrativos do varejo.

Na última quinta-feira, 30, a empresa atualizou uma patente a respeito de um berço inteligente. O documento estava parado desde dezembro de 2014, então sua atualização pode sugerir que a Nest voltou a pensar no desenvolvimento do produto.

Conforme noticiado pelo Recode, o berço seria equipado com câmeras, microfones, acelerômetro, tecnologia sem fio e sensores de pressão, ar e luz. A ideia é que a caminha seja capaz de oferecer um monitoramento completo do bebê, entendendo se ele tossiu, espirrou, vomitou, se sua fralda precisa ser trocada, entre outras situações.

O The Next Web explica que o berço até conseguiria resolver alguns problemas sozinho. Por exemplo, se a criança chorar, o dispositivo poderia tocar uma canção de ninar ou projetar desenhos animados para acalmá-la. Caso o bebê acorde antes dos pais, o berço acenderia uma iluminação relaxante em LED para que ele pegue no sono novamente.

Não há qualquer informação sobre a possibilidade de lançamento do berço, mas, como dito acima, há um mercado gigantesco a ser explorado, caso o Google se volte a áreas infantis. Apenas nos Estados Unidos, produtos do gênero tiveram alta anual de 11% nas receitas em 2015, gerando cerca de US$ 5 bilhões.

É só torcer para que o produto não seja parecido com esta paródia:

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ