Logo Olhar Digital

Governo de Myanmar corta acesso do país à Internet

Redação Olhar Digital 28/09/2007 16h17
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Militares tentam impedir a divulgação de imagens dos protestos que agitam o país.

O governo de Myanmar, um país no sudeste asiático, cortou todo o acesso civil à Internet, como um meio de impedir a divulgação de imagens dos protestos liderados por monges budistas que estão chacoalhando o país e sinalizam o início de uma revolução que pode derrubar a junta militar que controla o país desde a década de 60.

 

As manifestações começaram há duas semanas, quando o governo anunciou medidas que resultariam em um aumento de até 500% no preço dos combustíveis, e ganharam força com uma marcha pacífica de monges budistas pela antiga capital, Rangoon, em 22 de Setembro, em sinal de protesto contra o governo. Milhares de civis se juntaram às manifestações, que estão sendo violentamente reprimidas pelas forças militares.

 

Os poucos jornalistas e cidadãos com acesso à internet no país estão usando blogs, telefones celulares, câmeras digitais e conexões precárias (e ilegais, segundo a lei local) à internet para documentar o que acontece. Há relatos de que os militares estão perseguindo, prendendo e espancando pessoas carregando equipamento fotográfico. Um fotógrafo japonês, Kenji Nagai, foi morto por um soldado com um tiro à queima-roupa. A cena foi capturada por um telefone celular e colocada na Internet, como prova da violência das autoridades locais.

Celulares Internet
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você