Governo dos EUA pode encontrar dispositivo Windows usando Wi-Fi, diz WikiLeaks

Dados revelados pelo WikiLeaks nesta sexta-feira, 30, mostram que a agência de inteligência dos Estados Unidos, a CIA, tem uma ferramenta capaz de verificar a identidade de redes Wi-Fi e, com isso, localizar um dispositivo geograficamente.
O software, que recebeu o nome de ELSA, usa o banco de dados de localização de redes públicas da Microsoft e do Google.

Como funciona?
O primeiro passo do ELSA é incluir no dispositivo uma espécie de malware de localização geográfica. Assim que é instalado, ele começa a escanear e coletar metadados de redes wi-fi próximas. Não é preciso estar conectado - manter o Wi-Fi habilitado já é o suficiente. Com todos os dados registrados, é possível localizar um alvo medindo a força de sinal de redes próximas a ele.

Como mostra o MSPower User, o malware foi projetado para Windows 7, mas também funciona na versão 10 do sistema. Seria preciso, no entanto, que o usuário desse permissão para isso.

Confira as informações completas do WikiLeaks aqui.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ