Gradiente e Apple ainda brigam pelo uso da marca 'iPhone' no Brasil

Você sabia que o iPhone não foi criado pela Apple? O nome foi registrado pela primeira vez no Brasil em 2000, pela fabricante Gradiente, sete anos antes de Steve Jobs mostrar pela primeira vez seu smartphone com touchscreen capacitivo. Desde então, as duas empresas disputam o direito ao uso da marca no Brasil, e esta semana a guerra chegou ao Superior Tribunal de Justiça.

A IGB Eletrônica, dona da Gradiente, anunciou que o Superior Tribunal de Justiça vai analisar um recurso especial, que pode reverter a vitória temporária da Apple. Um outro pedido de recurso, exigindo que o caso fosse levado ao Supremo Tribunal Federal, não foi aceito. A IGB, porém, promete recorrer. A Apple não quis comentar o assunto.

Embora tenha feito o pedido em 2000, a Gradiente só obteve o registro do termo 'Iphone' (com a primeira letra maiúscula) em 2008. Foi nesse mesmo ano que o iPhone da Apple passou a ser comercializado por aqui. O Instituto Nacional Propriedade Intelectual (Inpi) negou o pedido de registro feito pela Apple, o que deu início ao processo que se arrasta até hoje. Nesse tempo, o Iphone brasileiro chegou a ser comercializado, com sistema operacional Android.

Via Reuters

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ