Homem é condenado pela justiça por curtir comentário no Facebook

Caroline Rocha 30/05/2017 17h00
Curtida Like Facebook
A A A

Um suíço foi multado nesta terça-feira, 30, por curtir comentários no Facebook que acusavam um ativista de direitos dos animais de ser racista e antissemita. O caso começou em 2015, quando o réu denunciou o ativista na rede social, acusando-o de ser racista. O problema, segundo a justiça, é que ele acabou curtindo comentários considerados "inflamados".

O ativista, Erwin Kessler, processou também quem escreveu os comentários. Segundo o tribunal, ao curtir aos postagens, o réu acabou endossando o conteúdo e divulgando-o a seus contatos. "Ele se tornou acessível a um grande número de pessoas", declarou o tribunal em um comunicado. 

Como relata o BusinessInsider, o homem de 45 anos foi considerado culpado pelo tribunal distrital de Zurique e deverá pagar 3,7 mil euros.

Kessler já foi condenado pela lei anti-racismo da Suíça há quase 20 anos e já cumpriu sua pena. Para o juiz, o homem que curtiu os comentários não conseguiu provar que as acusações eram verdadeiras, caracterizando uma "afronta à honra de Kessler".

Facebook justiça
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você