Homem é probido pela justiça de usar o Twitter

Um juiz do Estado da Virgínia, nos Estados Unidos, proibiu que Kyler Schmitz, um motorista da Uber, usasse o Twitter. O homem de 27 anos foi acusado de ameaçar dois senadores de morte. "Eu vou atirar em vocÊ na cabela por permitir que alguém mate meus entes queridos", postou o homem. "Estou literalmente indo comprar uma arma para assistir seus cérebros se espatifarem", afirmou em outra publicação.

O juiz ordenou que Schmitz pare de "twittar por qualque motivo". Paul Cianciolo, o noivo de Schmitz, afirmou em entrevista que as ameaças não eram sérias e sim sátiras. O advogado defendeu a mesma tese, mas o magistrado afirmou que não entende as postagens de outra maneira senão como ameaças.

O tribunal solicitou que Schmitz se submeta a testes e tratamentos de saúde mental. Por ser motorista da Uber, o homem poderá continuar usando a internet para usar serviços bancários, o Google Maps e app da Uber. O Twitter, nem pensar.

Via TheNextWeb

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ