Impressora 3D pode ser usada para criar órgãos para transplante

Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, estão trabalhando em um projeto para imprimir órgãos sob demanda para pacientes que precisem de um transplante. Por enquanto, a ideia ainda está em fase inicial.

O processo é divivido em duas etapas, captura das imagens e a impressão propriamente dita. "Captamos as imagens de ressonância magnética de corações e artérias cordenárias com uma resolução sem precedentes", conta Adam Feinberg, professor da universidade.

Em seguida, o protótipo é enviado a uma impressora 3D comum. O dispositivo, desenvolvido para imprimir objetos de plástico ou metal, foi adaptado para trabalhar com materiais biológicos e macios, como o colágeno e a fibrina. Para a próxima etapa do projeto, a ideia é encontrar uma maneira de incorporar células reeais do coração nas estruturas de tecido impressas.

Para acelerar o desenvolvimento do estudo, os pesquisadores vão disponibilizar o pojeto de código aberto para quem quiser trabalhar com ele.

Veja como funciona a impressora no vídeo abaixo.

Via Discovery

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ