Intel investe em empresa que criou tecnologia que estica vida útil de baterias

A Intel vai investir em uma empresa que desenvolveu um método capaz de fazer as baterias de smartphones durarem mais. A ideia é da Qnovo, uma empresa da California, nos Estados Unidos, que anunciou nesta quarta-feira uma rodada de financiamento que vai injetar US$ 8,6 milhões no desenvolvimento da tecnologia.

O método da Qnovo, chamado de carregamento adaptativo, diminui o tempo de carregamento de um dispositivo sem reduzir sua vida útil. Uma camada de software analisa como os íons de lítio da bateria estão sendo carregados e adapta a corrente e a tensão em tempo real para melhorar o processo. "Através da introdução controlada de carga e da subsequente medição da resposta, a Qnovo é capaz de 'ver' o mecanismo de degradação e ajustar a carga de tensão e corrente em tempo real, para minimizar os danos celulares ao mesmo tempo, minimizando o tempo de carga ", explica Nadim Maluf, co- fundador e CEO da companhia.

De acordo com a empresa, o ciclo de vida da bateria pode ser aumentado de 2 a 8 vezes e ela pode durar de 3 a 6 vezes mais. "Estamos muito satisfeitos com a adição de Intel como um investidor estratégico. Vemos isso como uma validação da nossa tecnologia, bem como a importância de melhorar o desempenho da bateria em dispositivos móveis ", conta Maluf.

O financiamento será utilizado para ajudar no lançamento da tecnologia a diversos smartphones, além de possibilitar a aplicação para outros aparelhos, como laptops e dispositivos vestíveis.


Via TechCrunch

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ