Intel revela protótipo 'conceitual' de suas futuras placas de vídeo dedicadas

Em novembro do ano passado, a Intel anunciou a contratação de arquiteto-chefe de GPUs da AMD com o objetivo de criar suas próprias placas de vídeo dedicadas. Agora, a empresa revelou um "aperetivo" do que ela reserva para este mercado no futuro.

Durante uma conferência sobre circuitos de estado sólido realizada na semana passada em São Francisco, nos Estados Unidos, pesquisadores da Intel mostraram um protótipo de placa de vídeo com 1,5 bilhão de transistores.

O protótipo seria fabricado em processo de 14 nanômetros tendo como base a Geração 9 de gráficos da Intel. Como lembra o PCGamer, é importante não confundir esta Geração 9 com a nona geração de CPUs da linha Core, chamada de Ice Lake. São coisas diferentes.

Como comparação, a GeForce GTX 1080 Ti, placa de vídeo mais poderosa da Nvidia, tem 12 bilhões de transistores e é feita em 16 nanômetros. O protótipo da Intel indica que a empresa está mais interessada em GPUs de entrada, talvez para laptops, e não PCs de alto desempenho.

Além disso, o protótipo alcança frequências de 50 MHz a 0,51 V de potência, chegando até a 400 MHz a 1,2 V de potência. Ou seja, são especificações que dão prioridade à economia de energia em detrimento de uma performance de ponta.

A Intel esclarece, porém, que o protótipo mostrado na conferência não tem relação direta com as GPUs que a empresa está montando. Os planos são apenas uma prova de conceito do que é possível fazer com a tecnologia atualmente nas mãos da empresa. O produto final, portanto, pode ser bem diferente.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ