Liberator, arma 3D

Japonês é o primeiro condenado por criar armas com impressora 3D

Renato Santino, editado por Marcelo Gripa 21/10/2014 09h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Um debate antigo sobre a iminente popularização das impressoras 3D é a possibilidade de imprimir armas de fogo em casa. O Japão já e posicionou sobre o assunto, decidindo que a prática é ilegal. Tanto é que a justiça local determinou que um homem de 28 anos deverá cumprir dois anos de prisão por usar uma máquina do tipo para criar armas.

De acordo com o Japan News, Yoshitomo Imura tinha duas armas de plástico impressas em 3D, totalmente capazes de atirar, em sua casa. Ele é o primeiro caso conhecido de alguém preso por criar seu próprio armamento com uma impressora 3D.

Imura foi preso em maio deste ano após ter postado os arquivos do projeto de suas armas na internet. Outro vídeo, supostamente feito por ele, mostra a criação e o disparo de uma arma chamada “Zig Zag”, que poderia disparar munição calibre .38.

Pesou contra Imura também o fato de o Japão ter normas bastante rígidas em relação a armas de fogo, mas ele não foi o único caso a chamar a atenção de autoridades mundo afora. No Reino Unido, a polícia já apreendeu componentes de uma arma.

Apesar de ter perdido repercussão, a “onda” das armas feitas em impressoras 3D começou no ano passado, quando uma empresa chamada Defense Distributed divulgou os primeiros arquivos que permitiam a confecção caseiras de armas de fogo. A empresa já havia manifestado apoio a Imura previamente.

Via The Verge

Impressora 3D impressão 3D
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você