John Barlow, pioneiro da internet e ativista digital, morre aos 70 anos

A organização dedicada aos direitos digitais EFF (Eletronic Frontier Foundation) anunciou que o seu fundador, John Perry Barlow, faleceu na última quarta-feira, 7, aos 70 anos enquanto dormia, sem informar as causas da morte.

“Ele [Barlow] sempre viu a Internet como um lugar fundamental de liberdade, onde as vozes silenciadas podem encontrar uma audiência e as pessoas podem se conectar com outros, independentemente da distância física”, diz o comunicado.

Barlow foi um dos pioneiros da internet e defendia que a rede deveria ser um ambiente livre, além de ser autor da “Declaração de Independência do Ciberespaço”, uma carta apresentada durante o Fórum Econômico Mundial de 1996 em Davos e que ia contra a regulamentação da internet por parte dos governos. 

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ