LCD, OLED e AMOLED para celulares: entenda as diferenças das telas

A Samsung apresentou ao mundo o Galaxy Round, seu primeiro celular com tela curvada do mundo. O produto, revelado na Coreia do Sul, só foi possível de ser criado graças a avanços na tecnologia de displays, já que usa um painel OLED flexível para possibilitar a curva.

Contudo, há várias tecnologias distintas para a tela do seu celular. Conheça as diferenças entre as principais abaixo:

LCD

A tecnologia é extremamente popular e se espalhou por smartphones de baixo e alto desempenho. Por serem menos brilhantes, as telas de LCD se saem melhor em ambientes mais claros, se adaptando melhor ao uso sob luz intensas.

Um painel LCD pressupõe um “backlight” sempre acesa. Essa luz é usada para formar o preto, o branco e todas as outras cores. Por ficar acesa durante todo o tempo, até para gerar o preto, consome mais energia que as tecnologias concorrentes.

Em relação ao contraste, como o preto no LCD não é tão preto assim, todas as outras cores também perdem um pouco de força. Entretanto, elas também costumam aguentar melhor a passagem do tempo e tem uma durabilidade um pouco maior.

OLED
As telas OLED trazem uma evolução do LED, mas não precisam de qualquer iluminação traseira – os pixels se acendem individualmente quando uma corrente elétrica passa por eles. Ou seja, o OLED tem emissão de luz própria, não precisa de lâmpadas para emitir luz.

Desta forma, pode-se destacar o brilho melhor, maior contraste e fidelidade de reprodução de cores. Ele também pode economizar bateria e, como não precisam de iluminação traseira, também consegue ser mais fino e até mesmo flexíveis ou transparentes.

AMOLED
Como o próprio nome já dá a entender, trata-se de uma variação da tecnologia OLED, mas com uma taxa de atualização melhor do que a sua predecessora. Ele conta com uma espécie de película fina de exibição na qual compostos orgânicos formam material eletroluminescente, controlados por transistores, que determinam a função de cada pixel.

Como o OLED, também economiza bastante energia em relação ao LCD, já que não há necessidade de alimentar um circuito externo para fazer os pixels funcionarem, mas não conta com boa visibilidade sob luz intensa. Também pode ser flexível.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ