Aprenda a tirar o máximo e usar o Linkedin da melhor forma possível

LinkedIn quer levar os usuários e seus contatos virtuais para o mundo real

Rui Maciel 09/11/2018 21h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Com tanta interação virtual, você ainda se lembra de como são os eventos presenciais? Se depender do LinkedIn, eles serão sua próxima nova atividade. A rede social anunciou hoje que está testando um recurso que permite criar eventos reais para que os usuários possam interagir cara a cara com seus contatos virtuais.


Com mais de 562 milhões de usuários, já faz tempo que a empresa observa esse movimento: na falta de um recurso específico, os eventos são promovidos diretamente nos feeds pessoais ou em grupos específicos. Além de convidar os contatos para os encontros, é comum ver o compartilhamento de fotos e vídeos. Neste ano, por exemplo, foram mais de 5 mil publicações sobre a conferência Grace Hopper, que reúne mulheres que atuam em tecnologia.

A ideia é que a ferramenta torne a interação antes, durante e depois dos eventos mais fluida. Além de mostrar uma lista dos participantes (e de seu local de trabalho), vai haver espaço para a publicação de fotos, comentários e vídeos, assim como a possibilidade de usar uma hashtag para acompanhar a ação. "É uma forma de o usuário levar sua comunidade virtual para o relacionamento real, de conhecer gente nova e de ficar por dentro de tópicos em que ele tenha interesse", diz Liz Li, diretora de gestão de produto para o crescimento da rede no LinkedIn.

Atualmente, o produto está em teste-piloto. Cerca de 500 organizadores de eventos de São Francisco e Nova York participam do experimento, mas qualquer um pode se juntar aos eventos públicos. Para encontrá-los, vá a "Suas comunidades", no lado esquerdo da página inicial do LinkedIn. Há planos de lançar o recurso globalmente nos próximos meses.

Enquanto planeja a ferramenta, a rede social já pensa em como ficar alerta a abusos. Não é à toa: perfis fakes russos criaram 129 eventos no Facebook entre 2015 e 2017. E o LinkedIn mesmo informou, em outubro, que encontrou 24 páginas falsas que podem ter sido criadas por russos.

Para filtrar os eventos que forem contra as regras, o LinkedIn tem proteção em seus sistemas, segundo Ashu Dubey, gerente de produto do LinkedIn Events. Além disso, os usuários podem denunciar irregularidades. “Vamos atuar para restringir a distribuição e a publicação desses conteúdos”, explica. Ele ainda informa que o LinkedIn tem planos de adicionar outras funções à ferramenta: no futuro, as empresas poderão criar eventos privados e os usuários encontrarão atividades de seu interesse facilmente.

redes sociais Empregos LinkedIn vagas de emprego eventos
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você