Airbnb

Locatários transformam imóveis do Airbnb em pontos de prostituição

Leonardo Pereira 12/04/2017 05h42
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Proprietários de imóveis disponíveis para locação através do Airbnb no Reino Unido receberam um alerta curioso da polícia local: tem gente usando o serviço para organizar "turnês" de prostituição.

A BBC foi procurada por um desses proprietários, que disse ter descoberto um bordel improvisado em seu imóvel após desconfiar do comportamento dos locatários. "Achei estranho quando eles quiseram pagar em dinheiro. E recusei", contou. "Depois, no dia em que terminava a reserva, pediram para deixar o imóvel mais tarde porque tinham 'feito uma noitada'. E assinaram a mensagem de texto com um nome estranho. Resolvi colocar no Google."

Foi aí que o homem, identificado apenas como Colin, desvendou o mistério: seu imóvel havia sido alugado por duas prostitutas de luxo que cobravam valores equivalentes a mais de R$ 5.000 por uma noite de serviço. "Quando entrei no apartamento, ele cheirava a vinho e perfume. O cesto de lixo estava transbordando de camisinhas usadas e havia sete ou oito garrafas vazias", relatou.

No começo do ano, a polícia descobriu 14 bordéis improvisados no sudoeste da Inglaterra. As autoridades informaram que os locais se formavam temporariamente e funcionavam com base em publicidade online discreta, algo parecido com o que aconteceu com Colin.

A BBC também conversou com Charlote, uma prostituta que vem atuando em turnês pelo Reino Unido com a ajuda do Airbnb. "Passo dois ou três dias aqui e ali. Construí uma base de clientes em diferentes regiões do país. Olha, na verdade estou alugando um apartamento, assim como faria em um hotel. Desde que deixe o imóvel do jeito em que encontrei, não vejo problema", disse.

"Compra e venda" de sexo não são proibidas no Reino Unido — assim como no Brasil, que até reconhece a prostituição como atividade profissional. Portanto, tecnicamente, alugar um imóvel pelo Airbnb para esse fim não é ilegal, contanto que não haja formação de um bordel. O Airbnb, por outro lado, garante que a ação vai contra a sua política de uso, e que a empresa tem "tolerância zero com esse tipo de comportamento".

airbnb
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você