Google Sede

Loja de aplicativos alternativa pede para Google 'jogar limpo' com a concorrência

Clara Guimarães, editado por Roseli Andrion 04/06/2019 15h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

CEO da Aptoide afirma que práticas do Google fizeram que número de usuários da plataforma caísse de 222 milhões, em 2018, para 56 milhões em maio deste ano

Em outubro, um tribunal português decidiu que o Google deveria parar de marcar como inseguro e de remover automaticamente aplicativos Android que não pertencessem à Play Store. Uma campanha da Aptoide, plataforma aberta para distribuição de apps (e, de certa forma, concorrente do Google), pede que a empresa "jogue limpo".


O impacto do bloqueio e da eliminação da Aptoide pelo Play Protect foi muito alto. Seu CEO, Paulo Trezentos, informa que o número de usuários caiu de 222 milhões, em 2018, para 56 milhões em maio deste ano.

A campanha da Aptoide tem uma página na web que explica a postura da companhia. No texto, a empresa afirma que os aplicativos são seguros e que o Google nega a liberdade dos usuários de escolher outras lojas de apps. A maior briga é a detecção do Aptoide como um software malicioso pelo Play Protect.

Atualmente, quando se tenta baixar o Aptoide, o Google oferece duas opções: manter ou desinstalar, além de marcar como "não seguro". O problema é que, mesmo que se escolha mantê-lo, é preciso fazer as configurações do Play Protect manualmente e desligar completamente as análises do mecanismo de segurança. Isso faz que o dispositivo fique vulnerável a outras ameaças.

A Aptoide afirma que seu aplicativo é seguro, segundo estudos de uma universidade japonesa e a Virus Total — que, curiosamente, é propriedade do Google. Para Trezentos, o Google usa seu controle sobre o sistema operacional para bloquear a concorrência, o que prejudica tanto os usuários quanto os desenvolvedores (que pagam 30% de seus lucros à empresa, em comparação com 10% da Aptoide).

E parece que o drama está longe de ser resolvido. Entre as demandas do Aptoide estão, primeiramente, que o aplicativo pare de ser vítima do Play Protect e, em segundo lugar, que usuários e desenvolvedores possam escolher sua loja favorita no Android.

Via: Xataka Android

Aplicativos Google play store android app proteção
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você