Marinha dos EUA é acusada de piratear software

A Marinha dos Estados Unidos está sendo acusada de usar software pirata em suas instalações, além de roubar design de navios de alta velocidade. Duas empresas dizem ter propriedades intelectuais violadas pelo órgão militar em processos que correm na justiça dos EUA.

Um dos processos é movido pela empresa alemã Bitmanagement. Em 2011, a companhia licenciou 38 dópias de um software de realidade virtual para a Marinha dos EUA. Agora, ela diz que a marinha instalou ilegalmente US$ 600 milhões em softwares em mais de 500 mil computadores.

Já a empresa norte-americana FastShip acusa a Marinha de usar indevidamente um design de casco de navio de alta velocidade. Uma decisão judicial de abril de 2017 deu ganho de causa à empresa, e a marinha foi condenada a pagar US$ 6,5 milhões à FastShip. O órgão militar recorreu da decisão.

Ao Motherboard, nem a Marinha dos EUA e nem as empresas envolvidas nos processos quiseram comentar os casos.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ