Fototerapia

Método usa fototerapia para tratar tumores profundos

Caroline Rocha, editado por Marcelo Gripa 18/03/2015 12h25
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Pesquisadores da Universidade de Washington, nos EUA, desenvolveram um método de fototerapia capaz de tratar casos de câncer em tecidos profundos do corpo. Em vez de ser utilizada de maneira superficial, a luz é enviada diretamente nas células cancerígenas, com uma fonte fotossensível de radicais livres que pode ser ativada pela luz para destruir o tumor.

Os pacientes ingerem uma substância que combina açúcar, flúor radioativo sensível à luz e nanopartículas de combate ao câncer. O material é absorvido pelas células cancerígenas e, quando o paciente é colocado em uma espécie de scanner, brilha apontando onde estão os tumores.

"A fototerapia funciona muito bem e tem poucos efeitos colaterais, mas não pode ser usado em tumores profundamente enraizados ou metastáticos", explica Samuel Achilefu, professor de radiologia e engenharia biométrica da universidade."Em geral, brilhar uma luz sobre materiais fotossensíveis gera radicais livres que induzem a morte celular. Mas a técnica só funciona bem quando a luz e o oxigênio conseguem chegar lá. A necessidade de oxigênio e a penetração rasa de luz nos tecidos têm limitado os avanços na área há décadas".

Ratos de laboratório tratados com o método durante 15 dias apresentaram tumores 8 vezes menores do que nos ratos não tratados. Os pesquisadores afirmam que a luz é uma maneira segura de inibir a doença, já que luz e o material sao direcionados somente nos tumores e há menos drogas envolvidas do que em tratamentos de quimioterapia.

Via Engadget

Nanotecnologia Saúde Medicina
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você