Microsoft amplia seu programa de recompensa por bugs do Edge

Assim como muitas empresas do setor de tecnologia, a Microsoft possui um programa de recompensas para quem identificar erros e vulnerabilidades em seus produtos. Com o objetivo de melhorar o navegador Edge, a empresa ampliou o seu programa.

Segundo publicado em seu blog oficial, o programa, que começou em agosto do ano passado, estava previsto para encerrar no dia 30 de junho deste ano, mas a empresa decidiu mantê-lo por tempo indeterminado.

As recompensas variam de US$ 500 a US$ 15 mil, sendo que, se um indivíduo envia uma vulnerabilidade já descoberta internamente pela Microsoft e ainda não informada, a empresa paga um valor máximo de US$ 1.500.

A Microsoft começou a distribuir recompensas por bugs em 2013; a primeira edição do programa pagou um total US$ 100 mil por "novas técnicas de exploração" contra o sistema operacional Windows. Outra pagou US$ 50 mil pelo envio de ideias para defender o Windows contra as técnicas usadas na primeira recompensa. Já o terceiro programa pagou até US$ 11 mil pela descoberta de vulnerabilidades críticas no Internet Explorer 11.

A empresa afirma que nos primeiros 10 meses do programa de recompensas do Edge foi pago um total de US$ 200 mil. "Recebemos muitos relatórios de alta qualidade no Edge durante esse programa de 10 meses. O que ajudou a manter nossos clientes seguros", afirma a Microsoft.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ