microsoft surface pro

Microsoft anuncia Surface Pro e promete mais de 13 horas de bateria

Gustavo Sumares 23/05/2017 11h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A Microsoft anunciou hoje seu novo notebook top de linha, o Surface Pro (sucessor do Surface Pro 4). O dispositivo vem com processadores de sétima geração da Intel e outras configurações de ponta, e promete 13 horas e meia de autonomia de bateria - um aumento de 50% com relação aos modelos anteriores.


De acordo com o diretor da linha Surface da Microsoft, Panos Panay, o notebook tem mais de 800 novas partes customizadas. Em entrevista concedida ao The Verge, ele comentou que a melhoria na autonomia da bateria foi resultado de mudanças no design e na arquitetura do dispositivo que permitiram uma melhor integração com o Windows 10. O vídeo de anúncio do notebook pode ser visto abaixo:

Design para designers

Em termos de aparência, o Surface Pro é relativamente parecido com seu antecessor. No entanto, ele tem algumas mudanças que o tornarão especialmente atrativo para pessoas que trabalham com design e projetos visuais. O computador possui uma nova dobradiça ligando a tela ao teclado, o que permite que a tela fique a um ângulo de até 165 graus. O intuito disso é permitir o mesmo nível de imersão no trabalho que o Surface Studio, que também tem uma dobradiça semelhante.

A tela do aparelho tem 12,3 polegadas e uma resolução de 2.736 por 1.824 num estranho aspecto de 3:2 e com uma densidade de 267 pixels por polegada. O novo notebook também é compatível com o Surface Dial, o dispositivo de interface tátil que a Microsoft apresentou junto com o Surface Studio. E ele ainda tem compatibilidade com uma nova versão da Surface Pen, lançada junto com o Surface Pro.

A Surface Pen permite que o usuário desenhe sobre a tela e é capaz de diferenciar entre 4.096 níveis de pressão, além de ter um detector de angulação. Assim, o usuário pode desenhar com mais ou menos força ou inclinação que a caneta capta sua intenção e a traduz em determinados efeitos visuais. De acordo com a Microsoft, ela tem apenas 21 milissegundos de latência - o que, como ressalta o Engadget, torna-a duas vezes mais rápida que a Apple Pen. Um vídeo apresentando a nova caneta pode ser visto abaixo:

Debaixo do capô

Há também novidades na própria arquitetura de hardware do Surface Pro que justificam a mudança de nome da marca, com a perda do número no final. O novo SSD do dispositivo é integrado à sua placa-mãe, o que, segundo a Microsoft, faz com que todo o sistema tenha um desempenho mais rápido. De acordo com o The Next Web, 99% do espaço interno do notebook são ocupados por componentes.

Com processador Intel Core m3 e Core i5, o Surface Pro não tem ventilador, o que faz com que ele seja silencioso. A versão com o Core i7, no entanto, exige o ventilador para se manter resfriada, mas a empresa ressalta que ele não supera 18 dB de ruído.

Mesmo assim, a empresa garante que o computador oferece uma performance até 1,7 vez melhor que a do iPad Pro. Mas, assim como o iPad Pro, o Surface Pro não tem entrada USB-C. Ele contará apenas com portas USB 3.0, Surface Conect e mini DisplayPort. O notebook também tem leitor para cartões microSD e saída para fones de ouvido.

Além do processador, as outras mudanças entre as versões disponíveis do Surface Pro estão no armazenamento e na RAM. O modelo com Core m3 vem com 4 GB de RAM e SSD de 128 GB; os modelos com Core i7 podem ter de 8 GB a 16 GB de RAM, e SSD de 256 GB a 1 TB. Naturalmente, os preços mudam bastante também: eles vão de US$ 800 (R$ 2.611) para o modelo mais barato até US$ 2.700 (R$ 8.813) pelo mais caro. Ainda não há como saber se eles chegarão ao Brasil.

Notebooks Microsoft surface
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você