Microsoft aumenta em mais de 40% o preço da licença do Windows 10

A licença do Windows 10 aumentou de preço no Brasil. Quem não puder fazer a atualização gratuita e ainda assim quiser usar a nova versão do sistema operacional de forma legítima terá que pagar mais do que foi anunciado no lançamento em julho.

A versão mais simples do software, a Home, voltada para usuários domésticos, agora custa R$ 470. Quando a Microsoft anunciou a chegada do novo Windows, a versão custava apenas R$ 330, com um aumento de pouco mais de 42%.

Reprodução

O aumento também é válido para a edição Pro do Windows 10, que foi lançada a R$ 560. Agora, a versão voltada para uso profissional do sistema operacional está saindo por R$ 810. O aumento é levemente maior do que o visto na versão Home, chegando a quase 45%.

Reprodução

O preço é válido para quem quiser adquirir uma licença nova do Windows 10. Quem aproveitou a promoção de atualização grátis a partir das versões 7 e 8.1 do sistema continuará tendo acesso grátis até o fim da vida útil de sua máquina.

ATUALIZADO: A Microsoft contatou o Olhar Digital para explicar o aumento de preço. Segundo o comunicado, o reajuste se deu por causa da "flutuação cambial", que é um jeito rebuscado de dizer "alta do dólar". Veja o comunicado na íntegra:

“Como parte da estratégia de colocar o Windows como um serviço, a Microsoft vem oferecendo desde julho deste ano a atualização gratuita para o Windows 10 para usuários das versões 7, 8 e 8.1 do sistema. Depois de avaliar cuidadosamente as flutuações cambiais no mercado, estamos ajustando os preços sugeridos para as licenças do Windows 10, necessárias apenas para usuários que não têm os sistemas elegíveis. Hoje, o Windows 10 é um sucesso e já foi baixado gratuitamente por mais de 110 milhões de pessoas no mundo”

 

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ